segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Mundo Animal - Invertebrados


Invertebrados é a designação tradicionalmente dada aos animais multicelulares que não possuem nem desenvolvem uma coluna vertebral derivada do notocórdio, característica definidora do subfilo Vertebrata (vertebrados). A aplicação deste critério dá origem a um agrupamento parafilético que inclui todos os animais com excepção dos vertebrados, agregando assim cerca de 97% das espécies animais conhecidas. Alguns táxons de invertebrados agrupam um maior número e variedade de espécies do que a totalidade do subfilo Vertebrata. Dada a natureza parafilética do agrupamento, alguns invertebrados, como os Chaetognatha, os Hemichordata, os Tunicata e os Cephalochordata, apresentam um relacionamento filogenético mais próximo com os vertebrados do que com os restantes invertebrados, o que aconselha o abandono da designação «invertebrados» na literatura técnica e científica por ausência de significado taxonómico.

Descrição

Designam-se geralmente como invertebrados todos os animais multicelulares que não têm coluna vertebral. São normalmente agrupados nesta designação os vermes, insetos e outros artrópodes, os equinodermes (estrelas do mar, holotúrias ou pepinos-do-mar) e outras classes de animais sem esqueleto interno. A dimensão e a biodiversidade do grupo são tão vastas que o termo «invertebrado» perde significados biológico.

Numa acepção mais restrita, o termo «invertebrados» corresponde a dois dos três subfilos do filo dos Chordata, os cordados: o subfilo Urochordata (urocordados) e o subfilo Cephalochordata (cefalocordados). O termo, nesta acepção, inclui todos os organismos cordados que não pertencem ao subfilo dos vertebrados, ou seja, todas as espécies que são organismos dotados de notocórdio, tubo neural com posição dorsal em relação ao tubo digestivo, e fossetas branquiais ao nível da faringe, mas cujo notocórdio não é enquadrado numa estrutura denominada coluna vertebral, daí a designação de «invertebrados». Contudo, nesta acepção a classe Myxini fica mal enquadrada, pois apesar de apresentar crânio não é um grupo de vertebrados em sentido estrito, pelo que a introdução do clado Craniata em vez de Vertebrata tornaria mais abrangente esta classificação.

Já o termo oposto, os «vertebrados», tem um significado biológico, uma vez que todos os seus representantes, incluindo os mamíferos, aves, peixes, répteis, anfíbios, são filogeneticamente aparentados, ou seja, têm todos um antepassado comum.

Os seres unicelulares, outrora incluídos nos grupos das plantas ou dos animais, se possuíssem ou não capacidade fotossintética, encontram-se actualmente agrupados entre os Protista, junto com alguns seres multicelulares.



maria tereza cichelli

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...